domingo, 19 de setembro de 2010

Soneto do Antissocial

Imagem por: !Two-For-Tragedy

Ei? Por que vens falar comigo?
Eu não quero ser o seu amigo
Pois eu não tenho nenhum
Logo não sei agir como um

Ei? Qual o motivo da sua aproximação?
Eu não preciso de uma relação
Pois eu sou um ser antissocial
Vivo solitário como um animal

Saiba que eu sou o lobo solitário
Que age feito um otário
Com medo de amar

Sou um repelente de pessoas
Sejam elas más ou boas
Apenas não sei falar

quinta-feira, 9 de setembro de 2010

Promessas

( História baseada nos personagens Shinji e Asuka da série Evangelion, porém não são eles aqui. )

Imagem por: ~papawaff

- Lembra quando éramos pequenos e prometemos ficar juntos para sempre? – o garoto aproximou-se mais dela, sua respiração ficando mais intensa.

- Shinji... – ela repousou as mãos nos ombros do rapaz. – Lembro perfeitamente.

A garota então encostou o rosto no corpo dele, deixando seus cabelos alaranjados esvoaçarem pelo busto do rapaz. Seu olhar era vago em direção ao lado, até a parede.

- Asuka... – ele engoliu em seco, seu corpo estava paralisado e ele precisava continuar falando. – Eu te amo.

Ela apertou com vontade os ombros do rapaz e levantou o rosto, indo de encontro ao dele. Fitou-lhe nos olhos por algum tempo e foi falando aos poucos:

- Eu também te amo, Shinji...

Os dois ficaram se entreolhando por algum tempo, até que deram a iniciativa ao mesmo tempo. Seus lábios se tocaram e aos poucos se foi formando um longo e delicado beijo. Ela moveu as mãos, enlaçando-as em volta do pescoço do garoto, enquanto ele deixava as suas na cintura dela. O beijo fora ficando cada vez mais intenso, Asuka puxou-o pela gola da camisa em direção a parede, deixando-a encurralada.

- Shinji, me possua... – dizia a garota, com o rosto bastante avermelhado e em um tom tímido.

O garoto, apesar da timidez, consegui seguir adiante, de acordo com o desejo da amante. Desceu os beijos pelo pescoço dela, enquanto Asuka gemia baixo e passava a mão pelos cabelos do rapaz, despenteando-os.

Após o momento de amor entre os dois, eles encontravam-se sentados, encostados à parede.

- Shinji... – disse Asuka, pegando em sua mão. – Promete viver comigo para sempre?

- Sim, prometo. Seremos um só ser...

- Um só ser...

terça-feira, 7 de setembro de 2010

Sete




Sete são as minhas chances de ir ao inferno
Sete foram as tentativas de me declarar
Sete oportunidades tive de esquecer você
Sete são os meus pecados por te amar

Sete foram os meses que passaram e ainda te amo
Sete sacrifícios eu faria por você
Sete vezes meu amor por ti fora multiplicado

domingo, 5 de setembro de 2010

Tardes de domingo

Imagem por: ~pontoderebucado

As tardes de domingo me são melancólicas
E eu não quero ser consumido por elas
Como fui consumido pelas poesias bucólicas
Ou como a poeira no vidro pelas flanelas

Quando o ar matinal invade as grades do meu quarto
Eu sinto todo aquele sentimento incomum em meu peito
É como morrer após o parto
Com a esperança em forma de criança no leito

E o tempo age de forma malígna
Como uma faca rasgando a minha pele
Um vulto me esperando na esquina
Esperando eu passar para que se revele

Toda essa angústia vai continuar
Enquanto as tardes de domingo existirem
Então não adianta reclamar
Enquanto minhas esperanças não sumirem