quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Poeta no inferno com diamantes


Imagem de um video dos Bealtes
Ponha aquela arma em sua cabeça
Puxe o gatilho quantas vezes quiser
Nenhuma bala irá sair
Está descarregada

Você pode correr o quanto puder
Neste labirinto de construções
Mas a euforia estimulada
Não vai te fazer feliz

Ouça aquela música bem depressiva
Imagine-se preso em uma corda
Que lhe aperta aos poucos
Esganando-te

É assim que se mata a alma
Ainda de corpo vivo
Melhor que estado vegetativo
Poeta no inferno com diamantes

Nenhum comentário:

Postar um comentário