domingo, 24 de junho de 2012

O Suicídio do Amor

Imagem por: ~mzz-ozorio

Eu queria ser feliz contigo
Enfrentei deus e o diabo
Vendi minha alma como nunca
Mas você simplesmente jogou tudo no lixo
E disse que a culpa era minha
Por não te amar como deveria ser amada

Eu dei o meu sangue
Dei a minha vida
Dei a minha razão a você
Mas você pediu mais e eu não tinha nada
E continuo sem nada
Porque eu sou um nada

E hoje, sem nenhum motivo para viver
Sem ter algo que eu possa chamar de felicidade
Sem nenhuma meta ou qualquer coisa parecida
Prestes a morrer, a sentir a luz do fim se aproximar
Sei que não me arrependo de ter te amado
Porque no fim das contas, eu amei
Mesmo da forma errada, ou não sendo do seu jeito
Mas amei.

E foi isso.
Adeus.


Por: Lima Júnior

terça-feira, 5 de junho de 2012

Angústia Infinita

Imagem por: =mimulux

Certos dias que me tranco no meu quarto escuro
Palavras querem sair de minha boca fria
São como as pedras que às vezes jogo no muro
E na angústia não ouço mais o que outrora ouvia

Fora de mim são sete bilhões de pessoas
Mas dentro de mim não há unidade sequer
Eu não me sinto entre as coisas boas
Sinto-me triste, não importa o que eu fizer

A escuridão consola a minha alma
Pois ela toca a minha pele morta
Com um carinho que quase me acalma
E espera eu dormir para fechar a porta

Sonho com vidas que eu nunca tive
Imaginando o meu mundo melhor
Eis que num pulo, tive um declive
E quando acordo, sei que estou pior

Minhas esperanças estão soltas pelo chão
São como facas que eu evito tocar
Porque sei que, trêmulo, com minha mão
Sofro a angústia de sempre me cortar

No fim das contas apunhalarei meu peito
Morto com as esperanças dentro de mim
O corpo frio jogado em meu leito
Olho para o céu sabendo do meu fim

Por: Lima Júnior