quarta-feira, 7 de novembro de 2012

Manifesto do Sexo


Manifesto do Sexo entre amigos ou Manifesto de renovação sexual-artística no século XXI

 Estudos recentes comprovam que o sexo entre amigos melhora a relação entre eles. Com base nessa informação, dedicarei nas próximas linhas, minha ênfase na valorização do sexo numa sociedade que, cada vez mais, tende a banaliza-lo.

 Acredito que o sexo é capaz de melhorar a relação entre duas pessoas, no caso amigas, por estreitarem os laços afetivos, uma vez que os dois puderam compartilhar de seus desejos sexuais, tornando-os mais íntimos e abertos à um diálogo sem pudores, visto que desfrutaram do sexo entre si.

 Ressalto também a valorização do sexo e sua elevação como arte, na categoria de arte corporal, pois, obviamente, utiliza-se do corpo nas ações sexuais. Antes de tudo, o sexo não se define somente em seu ato por fazer, mas numa busca incessante por uma perfeição, quase um fazer poético. À exemplo, temos o Kama Sutra, um livro de posições sexuais que, por ser o que é, tenta catalogar o sexo como um fazer artístico.

 Finalizando, devemos dar mais seriedade à temática sexual. Pior que demonizar o sexo, é leva-lo como uma piada, ridicularizá-lo, como fazem os programas humorísticos e o cotidiano do século XXI. Quando lançamos o tema do sexo, quase sempre não somos levados a sério. Os espectadores tendem a escapar risadas e/ou soltar piadinhas. A falta de práticas sexuais ou de domínio no assunto pode ser subentendida em tais atos.

 Enfim, amor sobre todas as vontades. Sexo é vida.

Por: Lima Júnior

Um comentário:

  1. "Pior que demonizar o sexo, é leva-lo como uma piada, ridicularizá-lo, como fazem os programas humorísticos e o cotidiano do século XXI". O sexo é motivo de riso desde a modernidade. Molière, dramaturgo do século XVII, trazia várias histórias neste sentido. Escola de Mulheres, por exemplo.

    ResponderExcluir