terça-feira, 30 de julho de 2013

infinite sadness

Imagem por: ~ThanatosofNicte

eu vivo
entre partidas
e tetos estranhos

sem saber
quando verei novamente
aquela pessoa
que me cativou

e dormindo
entre paredes
que me são estranhas
na angústia de não saber
o amanhã

acordo
lavo o rosto
faço a barba
e aquele rosto em frente ao espelho
não diz quem eu sou

viro as páginas
daquele livro chato
mudo os canais
tudo o mais do mesmo
escuto aquela música
que já não faz mais sentido para mim
bebo cana
já não fico mais bêbado

qual a saída disso tudo
se todas as portas
dão direto para o muro?

por: Lima Júnior

Nenhum comentário:

Postar um comentário